terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Qual a possibilidade de vida em outros planetas?

O professor Brian W Stewar, da University of Pittsburgh, em Janeiro de 2002, respondeu à questão, “Qual a possibilidade de haver vida em outros planetas?”, conforme exposto no site da Nasa(link - http://astrobiology.nasa.gov/ask-an-astrobiologist/question/?id=53, "What is the possibility of life other planets?"). Produzi a tradução abaixo, para a qual solicito a opinião dos amigos:
Qual a possibilidade de haver vida em outros planetas?
Para haver vida, como a conhecemos, em um dado planeta, os cientistas acreditam que o planeta considerado deve ser suficientemente quente, no mínimo, para conter água líquida, mas não tão quente que a totalidade da água existente no planeta converta-se em vapor. Esse parece ser o caso, por exemplo, de Vênus. É necessário também que o planeta contenha determinados elementos, como carbono e nitrogênio, que são componentes indispensáveis à vida celular. Além disso, o ambiente deve ser suficientemente tranqüilo, estável, para que a vida possa desenvolver-se. Entretanto, os planetas, em alguns sistemas solares, devem ser tão frequentemente atingidos por meteoritos gigantes, provocando ebulição ou evaporação da água, que a vida não tem possibilidade de se formar ali. A Terra possui condições muito especiais para a formação e desenvolvimento da vida. Sabemos que, em nosso sistema solar, Marte possuía, há muito tempo, água sob forma de gelo, em sua superfície. Isso dá margem à existência de certas formas de vida primitiva semelhantes à das bactérias. Há cientistas que debatem se um meteorito proveniente de Marte, ALH84001, apresenta sinais de que o planeta vermelho abrigava vida em tempos remotos. Europa, um dos satélites naturais (luas) de Júpiter, por possuir águas líquidas profundas, abaixo de sua superfície, poderia abrigar formas primitivas de vida.
Há também, grande possibilidade de que planetas, fora do nosso sistema solar, possuam condições necessárias à vida. Nossa galáxia, a Via Láctea, contém no mínimo duzentos bilhões de estrelas, e observações recentes com potentíssimos telescópios, fazem crer que muitas estrelas observáveis no céu à noite, possuem planetas que giram em torno delas. Há uma equação famosa, chamada de Equação de Drake, que tenta calcular quantas estrelas possuem planetas girando em torno delas, que fornecem condições adequadas para o desenvolvimento da vida. Os resultados sugerem que a existência de vida é muito provável na nossa galáxia ou em algumas entre bilhões de outras galáxias no Universo. Os cientistas trabalham dedicadamente para identificar planetas semelhantes a Terra orbitando outras estrelas. Os cientistas também procuram entender as condições sob as quais a vida se formou e desenvolveu primitivamente na Terra.

4 comentários:

  1. Interessante texto, Isolaquio.
    Não sei se você viu uma série "Enciclopédia Ilustrada do Universo" que estava nas bancas ano passado. Eu comprei as cinco edições e achei bem interessante. Talvez a série já tenha saído das bancas, mas você pode comprar pela internet.
    Link: http://assineduetto.wwi.com.br/grupoconhecimento/universo/index.html
    Descrição:
    "Enciclopédia Ilustrada do Universo, que a Duetto Editorial traz agora ao leitor brasileiro, é uma obra de referência essencial para a exploração do Cosmos. Escrita em linguagem clara e acessível por uma equipe de astrônomos liderada pelo professor de Cosmologia e Astrofísica da Universidade de Cambridge Martin Rees. Universo traz centenas de ilustrações, infográficos, diagramas e fotos que ampliam o alcance do nosso olhar para distâncias antes inconcebíveis. Verdadeiro guia para a exploração visual dos intrigantes fenômenos do espaço, a enciclopédia traz a beleza do céu noturno, algo partilhado por todas as gerações desde os tempos pré-históricos, para mais perto de você"

    ResponderExcluir
  2. Ótimo artigo e excelente tradução Isoláquio.
    Esse é o tipo de assunto que desafia as capacidades do ser humano.
    Cientificamente, é grande a probabilidade de haver vida em outro planeta. Já no âmbito do espiritismo, não há dúvidas de que existe vida em outros planetas.
    No livro de Eurípedes Kühl, 'Animais, nossos irmãos', o autor comenta que os animais do planeta Vênus são mais evoluídos do que os animais da Terra. No entanto, temos fotografias de Vênus que só mostram vales e depressões. Todavia, máquinas fotográficas não são capazes de retratar outras dimensões.
    Assim, pouco se sabe, cientificamente, sobre dimensões diferentes da nossa, só havendo alguns estudos dentro da Física Quântica.
    À luz do espiritismo, todos os planetas, inclusive a Terra, possuem mais de uma dimensão; e o homem só poderá desbravá-las de acordo com o equilíbrio 'conhecimento - moral'.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado André, seu comentário foi importante.

    ResponderExcluir
  4. eu acredito em vida extra terrestre pois eu mesmo ja vi nave espasial ja vi muitas coisas estranhas eu tenho fotos e alem disso tenho historias

    ResponderExcluir